Autor: Hans I. Weber

Boletim 172 / Outros

Desenvolvimento de um aplicativo para planejamento das expansões de pele

Expansão da pele é um processo fisiológico definido pela capacidade da pele humana para aumentar a sua área superficial em resposta à tensão ou a uma dada deformação. Expansores de pele são sacos de silícone a serem implantados sob a pele. A pele apresentando fluência ou relaxamento, a pressão interna no expansor diminui após um determinado período de tempo, devido à deformação imposta. Expansões da pele são usadas para reconstruir as áreas queimadas, seios após uma mastectomia ou para esconder cicatrizes e defeitos. Esta técnica é geralmente realizada perto das zonas onde a pele é necessária, para proporcionar pele da mesma cor, textura, estrutura e sensibilidade como a que será removida, tal como nos casos de cicatrizes e queimaduras. No entanto, uma questão que se coloca constantemente durante a expansão da pele é se quantidade da pele obtida é suficiente ou, em outras palavras, se a expansão forneceu pele suficiente para reparar o defeito. O objetivo do presente estudo é calcular o número e tipo dos expansores de pele para assegurar que uma área adicional de pele esteja presente para alcançar a reconstrução. Assim, o aplicativo desenvolvido sugere o tipo, número e volume dos expansores de pele necessários para se obter uma quantidade adicional de pele que possa reparar uma condição médica específica. O aplicativo também determina a quantidade de pele obtida, mesmo nos casos em que a expansão não vem a termo. São analisadas expansões com expansores de pele redondos, retangulares e crescentes.

Leia mais