Autor: Laurinda Castellani

Especialista em Cirurgia Plástica reconhecida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Instituição de trabalho “Clinica Castellani”. Laurinda Castellani. Praça Dr. Esperidião Lúcio Martins, 93 – Centro Itapeva – SP. Telefone: (15) 3521-1164. Fax: (15) 3522-4837. E-mail l.castellani@hotmail.com.

Boletim 168 / Outros

Relato de caso: sindrome de Boerhaave em pós operatório de dermolipectomia abdominal

Este estudo é um relato de caso profissionais de Síndrome Boerhaave em pós-operatório de abdominoplastia com anestesia geral, com o objetivo de alertar os profissionais da área de cirurgia plástica sobre os riscos de incidência desta condição. A Síndrome de Boerhaave (ruptura esofágica) é uma doença grave que ameaça a vida do paciente e requer um diagnóstico precoce até 12horas, e um tratamento adequado. Método: Relato de caso onde a paciente no pós-operatório de cirurgia plástica abdominal e mastopexia, apresentou após anestesia geral crises de vomito e náuseas. Resultados: Paciente com 58 anos do sexo feminino submetida à dermolipectomia abdominal e mastopexia pela a técnica de pedículo inferior sob raquianestesia, onde após um período de quatro horas do termino da cirurgia apresentou vários episódios de vômitos. Após 10 horas do ato cirúrgico apresentou queixa de algia ao deglutir, seguindo de algia intensa generalizada, dispneia intensa, sudorese, palidez, PA 90x50mmhg. Com a piora do quadro a paciente foi encaminhada para unidade de terapia intensiva onde foi entubada. Foram realizados exames laboratoriais, toracocentese e exames radiológicos. Atualmente a paciente encontra-se com prótese esofágica. Conclusões: Fazendo a correlação com a bibliografia, o caso em tela sugere-se evitar cirurgias prolongadas principalmente sob anestesia geral onde pode ocorrer a retenção de gás carbônico que pode levar a crise emética no pós-operatório, pacientes com antecedentes de doença esofagiana pelo que já foi relatado e estar atentos aos sintomas não descartando a possibilidade da ocorrência da Síndrome Boerhaave.

Leia mais