Autor: Ricardo Lopes da Cruz, MD

Boletim 169 / Outros

A História da Cirurgia Craniofacial no Brasil

Este artigo conta a história da cirurgia craniofacial no Brasil e sua importância no cenário mundial.

Leia mais
Boletim 168 / Cirurgia estética da cabeça

A História da Cirurgia Craniofacial: Um Passado de Guerras e Heróis

A Cirurgia Craniomaxilofacial, ou simplesmente Cirurgia Craniofacial, originou-se modernamente da evolução de várias especialidades cirúrgicas que se desenvolveram simultâneamente como a Neurocirurgia, a Cirurgia Plástica, a Cirurgia de Cabeça e Pescoço, a Otorrinolaringologia e a Oftalmologia. Do ponto de vista semântico esta denominação engloba intervenções cirúrgicas realizadas na face, ou na transição crânio-facial, através de acessos combinados que incluem invariavelmente o acesso intra-craniano. A Cirurgia Craniomaxilofacial engloba de forma genérica o tratamento: 1. das deformidades congênitas com grande impacto no esqueleto crânio-facial como é observado na Cirurgia Plástica Pediátrica em síndromes freqüentes como a microssomia hemicraniofacial, Pierre-Robin, Treacher-Collins (disostose mandibulo-facial), cranioestenoses com importante acometimento orbital (plagiocefalia, trigonocefalia, braquicefalia) e as craniofacioestenoses (Apert, Crouzon) 2. dos tumores que envolvem a transição cranio-facial e que tornaram a Cirurgia de Base do Cranio uma importante subespecialidade dentro da Neurocirurgia e da Cirurgia de Cabeça e Pescoço 3. das deformidades pós-traumáticas, principalmente as que envolvem a região do terço médio e superior da face. Exemplos são as fraturas crânio-faciais com envolvimento da base do crânio como as fraturas naso-etmoidais e as fraturas fronto-orbitais 4. de deformidades secundárias a fissuras de face, desde as lábio-palatais tão freqüentes até, e principalmente, as fissuras raras (classificadas por Tessier), com ou sem acometimento craniano, pelo seu invariável acometimento esquelético 5. de deformidades dos maxilares como as observadas nas dento-esqueléticas com indicação da denominada cirurgia ortognática Este capítulo se propõe a rever a cronologia dos mais importantes eventos que culminaram com o surgimento, no início dos anos 70, da moderna Cirurgia Craniofacial. Apesar da óbvia importância que a Cirurgia Maxilo-Facial exerceu ainda no século 19, iremos nos deter basicamente no rápido desenvolvimento e nos enormes avanços que a cirurgia reconstrutiva deu a partir da Primeira Guerra Mundial, no início portanto já do século 20.

Leia mais
Boletim 156 / Cirurgia reparadora

Síndrome de Moebius

Leia mais
Boletim 150 / Cirurgia reparadora

Hiperostose cortical infantil (doença de Caffey)

Leia mais
Boletim 145 / Cirurgia estética da cabeça

Microssomia hemifacial: uma revisão para o cirurgião plástico

Leia mais
Boletim 137 / Cirurgia reparadora

Hipertrofia idiopática do masseter: considerações terapêuticas e revisão da literatura

Leia mais
Boletim 69 / Cirurgia estética da cabeça

Abordagem das fraturas de mandíbula em crianças Sistemática baseada na análise de 40 casos consecutivos

Leia mais
Boletim 67 / Cirurgia estética da cabeça

Anquilose têmporo-mandibular contribuição ao tratamento cirúrgico

Leia mais
Boletim 66 / Cirurgia estética da cabeça

Avaliação da técnica de osteotomia sagital do ramo mandibular para tratamento do prognatismo

Leia mais
Boletim 61 / Cirurgia estética da cabeça

Síndrome articular têmporo-mandibular Conclusão e análise de 654 casos

Leia mais
1 2